Aldric Bonani

Letterer

Nem tudo precisa ser tão igual e tão mecânico! Sempre fui apaixonado pelo “feito à mão”… pelo artesanal. Não há como não se encantar com o cuidado do artista, com a singularidade de cada peça, com os traços únicos que, mesmo com as suas imperfeições, nos surpreendem.

E foi assim que comecei os meus “rabiscos” que carinhosamente ganharam vida e se transformaram em presentes para os amigos queridos – uma lousinha aqui… uma parede ali… Aos poucos o que começou sem muita pretensão se transformou numa nova paixão.

O círculo de amigos aumentou e, com o mesmo carinho – em cada traço, em cada letra – me alegro em participar de momentos tão únicos e especiais. Num convite de casamento que conta a história de uma paixão maluca, na parede que dá as boas-vindas a um filho tão esperado, num presente para quem se ama, não importa qual seja o seu momento, ele é único e precisa ser lembrado assim!

Meu nome é Aldric Bonani. Sou um letterer freelancer baseado em Lisboa, Portugal, de onde atendo clientes privados, agências e estúdios de todo o mundo. Meu trabalho é focado em logótipos, ilustrações, criação editorial, murais e ações de personalização caligráficas.

Por muitos anos atuei exclusivamente como designer gráfico mas, desde 2015, quando decidi mergulhar de vez no mundo do lettering, me considero um criador de imagens, apaixonado pelas letras .

Combino a minha experiência como designer gráfico a um repertório construído pelas mais variadas referências e inspirações que se traduzem em traços singulares que conferem personalidade única a cada trabalho.

Também amo compartilhar conhecimento e descobri no ensino uma poderosa ferramenta para entender ainda melhor o meu próprio processo de criação. Tenho ministrado workshops e oficinas de lettering por todo o Brasil e Portugal.

Fique à vontade para enviar o seu pedido de orçamento, tirar as suas dúvidas ou apenas mandar um “oi”…  +351 912 946 519 ou email:

EU ACREDITO...

Em não abrir mão de princípios e valores.
Em celebrar a simplicidade.
Em ser real em vez de perfeito.
Em correr riscos em vez de evitar o novo.
Em fazer arte para pessoas e não para “consumidores”.
Que se algo vale a pena ser feito, então vale a pena ser bem feito.

E, principalmente, em amar o que se faz, ou deixar de fazê-lo.

Clientes & Parceiros