was successfully added to your cart.

Carrinho

LetteringYouTube

Identidade no Lettering

By 1 de março de 2019 No Comments

Esta semana vou falar sobre 7 boas práticas que vão te ajudar a construir a sua própria identidade!!!
Referências… Me diga rapidamente, quem são os três artistas que você mais admira!

Eu amo o trabalho de

Eu poderia continuar esta lista até amanhã!!!

Tem muita gente boa por aí fazendo coisas lindas, mas também tem muita gente copiando descaradamente o que eles fazem!!!

Já ouvi dizer que /“a cópia é o melhor elogio”/… talvez seja, desde que o copiado não seja você!!! Falo por experiência própria – ser copiado é horrível!

Quando você admira o trabalho de alguém, você não está admirando apenas algumas peças que alguém produziu. Na verdade o que você está vendo ali é o fruto de anos de estudo, de prática, de investimentos e de sacrifícios que alguém fez para se destacar no que faz. Quando você copia o trabalho de alguém, não o está elogiando, ao contrário, está desprezando tudo isto!

Por isso, se vamos falar de referência, o primeiro ponto que precisamos definir é que:

*Referência não é cópia… *

A definição de referência é: “o ponto de contato ou a relação que uma coisa tem com outra”ou “o conjunto de qualidades ou características tomado como modelo”.

E isto é absolutamente essencial! Ter pontos de contato, ter modelos! É importante que você tenha um banco de referências, pode ser uma pasta no pinterest, uma pasta no seu computador, tanto faz. Mas tenha um lugar de consultas com trabalhos que você admira. Ter referências te inspira e voltar ali de vez em quando vai te desafiar a:

  • se tornar mais curioso sobre o processo… como será que ele chegou àquele resultado? qual será o processo de criação que ele usa?
  • sair da sua zona de conforto… se você já domina alguma técnica não se limite à ela… busque desafios, novas técnicas, novos materiais que possam ser somados ao seu trabalho…
  • pensar fora da caixa… tenho certeza de que ao ouvir sobre referências você pensou apenas em artistas de lettering… Não limite suas fontes… suas referências podem estar em todos os lugares, observe uma foto de um grande fotógrafo, se inspire naquela composição para criar seu trabalho… olhe para os floreados de um portão, tente acrescentá-los no seu lettering…
  • desenvolver o senso crítico… há coisas lindas, mas há muita coisa ruim também, estude os princípios da caligrafia, entenda sobre composição, alinhamento, sobre tipografia, analise se a pessoa que você toma como referência de fato, sabe o que está fazendo, ao contrário, você vai começar a reproduzir os mesmos erros… as mesmas falhas…
  • desenvolver sua própria identidade… cuidado ao incorporar referências aos seus trabalhos… às vezes as referências vão se chocar com seu estilo e sua composição vai ficar sem harmonia… Quando falamos sobre algo feito à mão, como o lettering, isto é ainda mais importante. Com o tempo vamos adquirindo a percepção e conseguindo distinguir quem é o autor de cada trabalho…
  • a não depender das tendências… a frase que me mata é… ah… mas está usando tanto assim… quem fica preso às tendências, quem copia o que se faz por aí nunca vai ter a sua própria identidade, nunca vai ser “tendência”. Quando entramos por esta porta, somos apenas mais um artista que faz coisas como outros artistas… de novo, pense em suas principais referências… com certeza algo que você admira neles é a capacidade deles te surpreenderem e se renovarem sempre!

Saia da sua zona de conforto! Tente algo novo… Encontre a sua própria voz… faça o que ninguém está fazendo se dedique àquilo que ninguém quer fazer porque dá muito trabalho… se dedique ao que você ama e com certeza o seu trabalho vai se destacar…

E não se esqueça, siga nas redes sociais, se inscreva no canal, envie suas críticas e suas sugestões de temas para os próximos vídeos e deixe aqui seu comentário…

Quem são suas maiores referências? Quem te inspira?

Até!

Leave a Reply

translate